Peixe Barrigudinho: O Guia Completo do Guppy

peixe barrigudinho

Existem diversas espécies de peixes ornamentais no mundo, e o peixe Barrigudinho, conhecido também pelos nomes de Gúpi, Guppy e Lebiste (Pœcilia reticulata), é um dos peixes mais populares do mundo.

Inicialmente esse peixe foi classificado como Lebistes reticulatus em 1913, mas teve seu nome revisado para Poecilia reticulata, que passou a ser adotado pela comunidade científica já que Lebistes foi considerado um subgênero de Poecilia.

Neste guia completo do peixe Barrigudinho, você vai conhecer tudo sobre esse popular peixe que tantas pessoas admiram.

História

O peixe Barrigudinho é conhecido por diversos nomes, mas seu nome de origem é “Guarú”, que em tupi-guarani significa “peixe que come de tudo”, e por esse motivo também ficou conhecido como “Barrigudinho”.

O termo Guppy refere-se ao reverendo Robert John Lechmere Guppy, que recebeu uma homenagem ao enviar para Londres por volta de 1866, algumas amostras que havia coletado em riachos de Trinidad.

Inicialmente, acreditava-se tratar de uma nova espécie que recebeu o nome de Gyrardinus Guppyi, mas posteriormente verificou-se tratar da mesma espécie de Poecilia reticulata.

Uma curiosidade é que o Peixe Barrigudinho tem uma possível relação com o controle de mosquitos transmissores de dengue e malária, fato que colaborou para popularização desse tipo de peixe.

Autoridades sanitárias de diversos países iniciaram a introdução de alguns exemplares de Guppy em valas, córregos, brejos e várzeas. Atualmente existem diversos trabalhos contra ou a favor do uso de peixes para esta finalidade.

Habitat e Distribuição

O Guppy (Pœcilia reticulata) é um peixe originário da América do Sul e Central, mas hoje é possível encontrá-los em ribeirões, lagos, lagoas e rios de todo o mundo.

Algumas populações de guppies são formadas a partir de peixes que escaparam para a natureza ou que foram introduzidos intencionalmente, com o objetivo de combater o mosquito da Dengue e Malária, uma vez que esse tipo de peixe se alimenta também de larvas de mosquito.

Ele é um peixe muito resistente apesar de pequeno, e está espalhado por vários países de clima subtropical ou tropical.

Comportamento

Existe uma grande variedade de cores e padrões em populações de Guppy, incluindo inclusive linhagens albinas. Peixes que compartilham seu habitat com predadores normalmente têm cores menos vívidas, enquanto os peixes que não enfrentam esse problemas têm cores mais deslumbrantes.

Esses fatores favorecem os genes desses peixes para que tenham mais ou menos cores durante sua reprodução.

Os machos do Peixe Barrigudinho podem apresentar um comportamento agressivo, como morder as barbatanas por exemplo.

Reprodução

O Peixe Barrigudinho, ou Gupy, são animais ovovivíparos, o que significa que no interior da fêmea os embriões nutridos pelo saco vitelínico ficam envoltos por uma membrana (ovo).

Antes de deixar o interior da fêmea, a casca do ovo se rompe, e os alevinos já nascem formados medindo aproximadamente 6 mm. Eles começam a apresentar algumas diferenças quando chegam a 1,5 cm.

Nos peixes adultos, o dimorfismo sexual é evidente. O macho apresenta nadadeiras mais bonitas, maiores e coloridas, além de possuir o gonopódio. A nadadeira anal do macho ao nascer se parece muito com a da fêmea, mas vai gradualmente se transformando e se modificando no órgão copulador do macho na medida em que se desenvolve.

Algumas fêmeas ultrapassam os 7 cm, enquanto os machos chegam a medir aproximadamente de 3 a 4 cm.

O Peixe Barrigudinho é dentre os peixes ornamentais o mais fácil para reproduzir. Ao colocar um trio (1 macho e 2 fêmeas), o macho começará a cortejar as fêmeas e em pouco tempo ocorrerá a fecundação.

Entre 2 e 3 semanas após a fecundação, a fêmea irá ficar mais gordinha, com uma mancha  escura no oviduto. Ao perceber estes sinais, muitos aquaristas colocam uma “criadeira” para que quando os alevinos nascerem, tenham um local seguro para nadarem.

Recomenda-se também um aquário com muitas plantas para que os peixinhos se esconderem e evitar que sejam devorados pelos pais. Por serem ovovivíparos, os Guppies nascem com um saco vitelino e podem ficar até 2 dias sem alimento.

Alimentação

O cardápio dos Guppies pode ser bem variado, incluindo alimentos vivos como enquitréias e artêmias salinas. É possível também encontrar alimentos congelados como bloodworms e artêmias.

Alimentos industrializados também são bastante apreciados. Os Guppies podem também serem alimentados com pequenos Anelídeos, como minhocas pequenas. Alguns aquaristas ainda alimentam os Guppies com pão ralado.

Os peixes Barrigudinho podem ser alimentados várias vezes ao dia, desde que em pequenas porções, e é importante ficar atento para não deixar sobrar comida no fundo do aquário.

Conclusão

O peixe Barrigudinho, ou Guppy (Pœcilia reticulata) é normalmente a primeira opção de aquaristas que estão iniciando no hobby, pois são peixes de fácil manutenção e com uma variedade grande de linhagens.

Curte o conteúdo do Aquaristz? Se inscreva no site para não perder nenhum post! Aproveite esse espaço para compartilhar e aprender mais sobre o aquarismo com a comunidade.

Aquaristz – Aquarismo de A a Z

0 Comentários

Escreva seu comentário

©2020 Aquaristz

Fale com a gente

Tem alguma dúvida, sugestão, elogio ou reclamação? Envie-nos um e-mail e responderemos assim que possível.

Sending

Fazer login com suas credenciais

ou    

Forgot your details?

Create Account