O Ciclo do Nitrogênio

O Que é o Ciclo do Nitrogênio?

O ciclo do nitrogênio é o processo biológico de amônia/amoníaco (NH3) a ser convertido em nitrito (NO2), e em seguida, o nitrito é convertido em nitrato (NO3).

Amônia > Nitrito > Nitrato

De uma maneira mais simplificada, o ciclo do nitrogênio no aquarismo, é um processo para formar uma colônia de bactérias benéficas suficiente que serão responsáveis para controlar/reduzir as substâncias tóxicas da água que são letais aos peixes do aquário. Esse processo é fundamental para quem está montando um novo aquário marinho ou um aquário de água doce. No aquarismo, um termo muito utilizado para esse processo é “ciclar o aquário”.

Quanto maior o tempo de ciclagem, maior será a colônia de bactérias para controlar os parâmetros da água, mantendo a estabilidade do aquário.

Outros termos utilizados para o ciclo do nitrogênio:

  • Ciclar o aquário
  • Ciclo de nitrogênio do aquário
  • Ciclagem sem peixes
  • Síndrome do aquário novo

Por que precisamos do ciclo de nitrogênio em um aquário?

Para o peixe viver num ambiente saudável em seu aquário, é importante manter a qualidade da água. Aquários com manutenções deficitárias, irão produzir substâncias tóxicas na água, podendo levar a morte dos peixes e outros seres vivos.

Uma dessas substâncias tóxicas é a amônia. Ela se forma através da decomposição de matéria orgânica, tal como fezes, urina, restos de alimento, folhas mortas, etc.

Na natureza, seja um lago, rio ou mar (onde o volume de água é muito maior em comparação com um aquário), como a quantidade de água é tão grande, toda a amônia produzida pelos peixes é rapidamente diluída e desaparece. Por outro lado, um aquário tem muito menos água para diluir a amônia, e portanto, terá concentrações de amônia mais elevadas.

A amônia é uma substância altamente tóxica, e uma pequena quantidade pode facilmente queimar as guelras do peixe. Em concentrações mais elevadas, pode até mesmo matá-lo, ou pelo menos causar danos graves e permanentes.

O processo de ciclagem pode levar até duas semanas em um aquário de água doce, e um mês é geralmente indicado para um aquário de água salgada, porém quanto mais tempo deixar ciclando, maior a tendência de ter uma qualidade de água estável com uma boa colônia de bactérias benéficas.

Como posso fazer o ciclo de nitrogênio do meu aquário?

Depois de ter montado seu aquário com todo o cascalho, pedras/rochas, filtro e iluminação, basta deixar tudo funcionando de duas semanas a um mês, dependendo do aquário. Você vai notar alguns seres vivos pequenos começando a aparecer no vidro após alguns dias, que é um bom indicador de que sua ciclagem está indo bem. Você pode reduzir a quantidade de espera do ciclo de nitrogênio utilizando produtos com bactérias vivas, que você pode encontrar em muitas lojas. Mesmo com o uso destes produtos, eu ainda aconselho esperar pelo menos um mês para ter uma boa ciclagem e uma boa colônia de bactérias, além de uma boa qualidade de água.

Uma vez finalizado as etapas, faça todos os testes da água para garantir que o processo do ciclo foi concluído com sucesso. Caso os testes mostrem níveis elevados de amônia, nitrito ou nitrato, faça uma troca de água de 30% e espere de uma a duas semanas para verificar se os níveis diminuíram.

O processo de aumento de boas bactérias no aquário é como nos referimos sobre “ciclar um aquário”, ou “ciclagem do aquário”. Ciclo do Nitrogênio é quando bactérias boas transformam resíduos em substâncias químicas menos nocivas. O que isto significa?

 

Todos os resíduos de peixes e comidas, são transformados em amônia.

 

 

Excreções e outras matérias orgânicas em decomposição produzem amônia, o que é altamente tóxico para os peixes. O processo de bactérias dependentes do oxigênio chamadas Nitrosomonas, oxidam a amônia/amoníaco transformando-o em nitritos, que é ligeiramente menos tóxico.

 

 

O nitrito é tóxico para os peixes, mas não tanto como a amônia.

As bactérias do gênero Nitrobacter ou Nitrobactéria, em seguida, converte o nitrito em nitrato.

 

Este subproduto do ciclo do nitrogênio é geralmente considerada inofensiva para os peixes de aquário quando em níveis baixos. Algas e plantas, em seguida, consomem o nitrato, diminuindo naturalmente seu nível de concentração.

Uma vez que o processo inicial de “ciclagem” está completo, as bactérias benéficas atingiram uma população grande o suficiente e de forma eficiente para processar os atuais níveis dos compostos nitrogenados. As boas bactérias passam a viver no cascalho, pedras, esponjas e tubos cerâmicos, utilizados normalmente em filtros.

Trocas Parciais de Água (TPA)

Não basta apenas repor a água que evapora, pois a água evaporada deixa resíduos e impurezas para trás. Ficar repondo apenas a água evaporada, só vai fazer a água mais dura, até um ponto que não será mais capaz de suportar peixes. No caso de um aquário de água salgada, ficar apenas repondo a água que evapora só vai fazer a salinidade (nível de sal) subir, já que o que evapora é mais água doce do que salgada, deixando o sal para trás.

Se houver vestígios de metais pesados ou substâncias tóxicas na água, apenas completando a água que evapora, você estará introduzindo ainda mais destas substâncias. Por isso a importância de fazer a troca parcial, e não apenas repor a água.

Não fazer a troca de água do aquário de acordo com sua litragem, permite que resíduos não removidos pelo filtro (como os nitratos), e que são potencialmente perigosos para os peixes, sejam acumulados em grande quantidade, e incentiva o crescimento de algas em seu aquário.

Normalmente, se houver evaporação significativa entre as trocas parciais de água, você provavelmente está deixando de fazer a troca com a frequência correta, ou há algo errado com a instalação do aquário e/ou equipamento que está causando ou incentivando a evaporação (como bombas esquentando, ou qualquer outro equipamento que pode ficar quente).

Conclusão

É muito importante entender o ciclo do nitrogênio para que você tenha um aquário saudável e com a qualidade da água ideal para a vida dos peixes e outros seres vivos.

Seguindo as dicas e etapas listadas nesse post, você irá garantir que os parâmetros da água permaneçam estáveis, minimizando os perigos das substâncias tóxicas que podem ser letais para os peixes.

Você gostou do nosso artigo? Deixe seu comentário, curta e compartilhe com seus amigos. Também faça parte do nosso fórum de discussões, tirando dúvidas e aprendendo muito mais sobre aquarismo e outros assuntos.

Aquaristz – Aquarismo de A a Z

1 Comentário

Envie uma Resposta

Fale com a gente

Tem alguma dúvida, sugestão, elogio ou reclamação? Envie-nos um e-mail e responderemos assim que possível.

Enviando

©2019 Aquaristz

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Crie uma Conta