Corais de 5 Mil Anos Descobertos

recife de corais em queimada grande

A 30 quilômetros das praias do litoral de São Paulo, foi descoberto um recife de corais de 75 mil metros quadrados composta por uma única espécie. A formação dessa estrutura de corais começou há 5 mil anos.

O recife de corais está localizado no entorno de uma ilha que é conhecida no mundo todo por abrigar uma das mais venenosas espécie de serpente, a Ilha da Queimada.

Nessa ilha, é proibido o desembarque de visitantes por ser uma unidade de conservação sob responsabilidade federal e pelo perigo que esses visitantes podem enfrentar.

vista aérea da ilha da queimada
Ilha da Queimada Grande localiza-se a mais de 30 quilômetros das praias de Itanhaém, SP – Foto: Leo Francini

Mergulhadores utilizam o entorno da ilha para registrar a rica biodiversidade e explorar naufrágios históricos. Pescadores amadores e profissionais também utilizam a ilha pois não há restrições quanto a pesca. A descoberta passou a se concretizar somente a partir de meados de 2015 quando um estudo foi iniciado.

Três anos de mergulhos rotineiros foram necessários, somado a coletas de materiais, pesquisas e análise na literatura científica, para que os acadêmicos do Laboratório de Ecologia e Conservação Marinha (LabecMar) Guilherme Henrique Pereira Filho e Fábio Motta tivessem a certeza dessa descoberta.

mergulhador nadando em cima do recife de corais
Mergulhadores exploram o recife na costa de SP – Foto: Leo Francini

Guilherme Filho explicou essa descoberta: “A gente tinha iniciado o monitoramento de áreas marinhas protegidas quando nos deparamos com a formação. No Brasil, até então, os recifes ocorriam entre o sul da Bahia e a foz do Rio Amazonas. Esta descoberta é única por mostrar a ocorrência em um novo local e pelo recife ser formado por apenas uma espécie”

equipamento de monitoramento em cima dos corais
Equipamentos para monitorar recife foram utilizados por pesquisadores – Foto: Fernando Moraes

Fabio Motta explica que a estrutura de corais está no lado da ilha em frente as praias de Itanhaém, na área mais abrigada da Queimada Grande. “Conforme se afasta do costão rochoso, você tem um trecho de areia no fundo e chega no platô recifal. É muito mais evidente quando observa a quebra nas laterais, e associados estão os bancos de algas calcárias”, completou Motta.

tartaruga-marinha no fundo do mar

A distância aproximada do costão até o início da formação é de 10 metros. Segundo os pesquisadores, a profundidade varia entre 10 e 25 metros. Guilherme disse que ambos percorreram toda a formação, juntamente com outros mergulhadores, e com apoio de sonares de varredura lateral traçaram o perímetro para dimensionar a descoberta.

Foi possível estabelecer a idade milenar da formação dos corais da espécie Madracis decactis, que também ocorre nos recifes ao norte da costa, através de amostras colhidas e analisadas em laboratório por meio da datação por carbono. A acidificação da água e o aquecimento dos oceanos são os riscos que essa nova descoberta enfrenta.

recife de corais vista de frente
Identificado recife de 5 mil anos nas proximidades da Ilha da Queimada Grande, SP – Foto: Leo Francini

Fabio Motta explica: “Nosso grupo ainda quer entender como era o recife anos atrás e em que taxa realmente ele vem crescendo. Queremos compreender a ecologia desse ambiente, mas também o mapeamento dos usos humanos dentro de áreas como essa, justamente para poder conciliar os usos [mergulho, pesca, pesquisa] naquela região”

vista aérea da ilha da queimada
Recife de corais está localizado entre 10 e 25 metros de profundidade, a 10 metros das rochas da Ilha da Queimada Grande, SP – Foto: Leo Francini

Um plano de manejo do entorno da ilha, que é desenvolvido com participação dos gestores da área com a sociedade, foi beneficiado pela descoberta. “Eu vejo como um aspecto natural que agrega valor. Trata-se de uma oportunidade ímpar de conciliar o uso do espaço, sem excluir quem já está lá, mas apenas ordenar”, complementa Filho.

Curte o conteúdo do Aquaristz? Se inscreva no site para não perder nenhum post! Aproveite esse espaço para compartilhar e aprender mais sobre o aquarismo com a comunidade.

Aquaristz – Aquarismo de A a Z

0 Comentários

Escreva seu comentário

©2019 Aquaristz

Fale com a gente

Tem alguma dúvida, sugestão, elogio ou reclamação? Envie-nos um e-mail e responderemos assim que possível.

Sending

Log in with your credentials

or    

Forgot your details?

Create Account